(19) 98437-0696 (Medicina do Trabalho)

Atendimento via Whatsapp

Toque para acessar

X

Clínica de Medicina Ocupacional e Vacinas Particulares - Paulínia (SP)

Vacina Covid-19 - Coronavrus

O Brasil teve seu primeiro caso de infecção pela Covid-19 no final de fevereiro e hoje contabiliza milhares de casos e mortes causadas pela doença. Após vários meses enfrentando a pandemia, o país e o mundo vivem a expectativa da descoberta de uma vacina contra Coronavírus que tenha eficácia comprovada, desenvolva anticorpos e não apresente efeitos colaterais.

No momento, existem vários estudos científicos em busca da tão desejada vacina contra a Covid-19. Vários laboratórios já concluíram fases de testes importantes, incluindo testes clínicos em humanos. Os resultados são promissores e enchem de expectativa a comunidade médica, científica e o mundo.

Em entrevista ao Jornal Extra, o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Renato Kfouri afirmou que é preciso respeitar todos os critérios rigorosos para o desenvolvimento da vacina: Estamos desenvolvendo vacinas em uma velocidade nunca vista, nos valendo das vacinas que estavam sendo produzidas contra a Sars e a Mers. Então, não saímos do zero. Consideramos também que os processos estão sendo acelerados, como registros, publicações e revisões de estudos.

Alguns especialistas apontam os próximos meses como essenciais para a conclusão de vários estudos, avaliação e aprovação dos órgãos de saúde e a liberação das primeiras vacinas de Covid-19 para aplicação no país neste ano ou no início de 2021.

Veja abaixo quais são as principais vacinas de Covid em fase avançada de testes:

Vacina de Oxford

Essa vacina é do tipo vetor viral não-aplicável, está em fase final de testes e existem mais de 5 mil pessoas participando do estudo em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. Está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a indústria farmacêutica AstraZeneca. Os pesquisadores têm expectativa de finalizar o estudo em dezembro. Se a eficiência for comprovada, ela será fabricada no Brasil em parceria com a Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Vacina Russa

Na Rússia, a vacina contra Covid já foi aprovada. O governo autorizou o uso em seu território e planeja aplicar a terceira e última fase de testes em 40 mil russos. As últimas notícias sobre a vacina foram publicadas na Revista Lancet e mostram que ela induz resposta imune e não apresentou efeitos adversos nos voluntários. O Instituto de Tecnologia do Paraná pediu a liberação da ANVISA para testar a fórmula no Brasil.

Vacina Chinesa (CoronaVac)

Essa é outra vacina contra Coronavírus em fase final de testes e está sendo aplicada em mais de 9 mil voluntários em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, ela é produzida a partir do vírus inativado e, se tiver sua eficácia comprovada, será fabricada pelo Instituto Butantan no Brasil.

Vacina da Moderna

A vacina contra Covid da Moderna está em fase final de testes e já foi aplicada em mais de 30 mil voluntários norte-americanos. Ela é produzida a partir do RNA mensageiro do Coronavírus e está sendo desenvolvida pelo laboratório em parceria com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos. Se for aprovada, a expectativa dos pesquisadores é distribui-la até o final do ano.

Vacina da Sinopharm

Essa vacina está em fase final de testes e está sendo elaborada pela Sinopharm em parceria com o Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan (China). Ela está sendo testada nos Emirados Árabes em mais de 15 mil voluntários e deve ser aplicada também em mais de 6 mil voluntários no Peru. Se sua eficácia for comprovada, a expectativa dos pesquisadores é que ela seja liberada para aplicação no final do ano.

Vacina da Johnson& Johnson

A vacina contra Covid desenvolvida pela Johnson& Johnson usa a tecnologia de vetor viral não-replicante. Ela está na fase 2 de testes e seus pesquisadores se preparam para realizar a fase final de testes com mais de 60 mil voluntários no mundo, sendo 7 mil no Brasil. Serão recrutados candidatos de vários estados brasileiros como São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte.

Como você vê, a Clínica Marfim está bem atenta aos estudos científicos que buscam a descoberta da Vacina da Covid-19. Assim que a vacina for aprovada pelos órgãos de saúde competentes, disponibilizará aos clientes a mais eficiente e segura para sua saúde.

Fale Conosco

Mais serviços oferecidos pela Clínica Marfim...

Fale Conosco

Compartilhe nas redes sociais
Fechar
Fale com a gente!